top of page

Narrativas de sucesso

Egressos da Escola Agrotécnica da Universidade Federal de Roraima falam de suas experiências


Durante as comemorações dos 41 anos da Escola Agrotécnica da Universidade Federal de Roraima, tivemos a oportunidade de um momento de conversa com os egressos do curso técnico em Agropecuária, promovendo a troca de experiências, interação e o relato dos desafios e de suas oportunidades no mundo do mercado de trabalho. Sabemos que ao assumir a condição de egresso, o discente encerra o ciclo de escolarização e passa a assumir a identidade profissional e adulta, desta forma, a escola, mais do que a família, assume uma responsabilidade no processo de socialização que conduz à formação da identidade social.



Para o egresso Nycollas Maciel Lima Araújo relatou que “o cursou o curso técnico em agropecuária integrado ao ensino médio, formando-se em 2017, começando a atuar como técnico em agropecuária no ano de 2021 no Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (IATER), executando atividades de assistência ao produtor rural, emissão de cadastro do produtor a fim de que o mesmo possa participar de cooperativas e associações, projetos governamentais”.


Já para a egressa Rosiany da Silva Franco, que formou-se em 2017 na modalidade subsequente , ingressou no curso de tecnologia em agroecologia, mais tarde fazendo uma transferência de curso para o bacharel em biologia. Mencionou que suas atividades como técnica em agropecuária iniciou no ano de 2022 pela Secretaria de estado do índio (SESAI) exercendo suas atividades junto às comunidades indígenas como responsável por desenvolver o projeto de grãos do governo como operadora de máquinas e implementos agrícolas, após 6 meses foi convidada a fazer parte da equipe do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (IATER) para atuar com elaboração de projetos e assistência a diversos programas do governo. Hoje sente-se realizada profissionalmente como técnica em agropecuária. "Minha curiosidade em buscar conhecimento dentro da escola foi primordial para que o hoje eu exerça todas as minhas atividades em campo".


“Sempre fui apaixonado pelo agro, devido meu pai ter um propriedade rural no município do Cantá. decidi entrar no curso técnico em agropecuária na EAgro na modalidade subsequente concluindo em 2019. Comecei então a trabalhar com viveiro, fazendo mudas de açaí e aproveitando ao máximo os conhecimentos de irrigação que adquiri no curso, depois recebi o convite do governo do estado para montar alguns viveiros junto SEAPA como extensionista rural. hoje trabalho com o cultivo de viveiros em parceria com algumas empresas. Graças a deus minha vida mudou muito para melhor”, declarou o egresso Paulo Junio de Oliveira Serra.


Para a gestão da EAgro essas conquistas e relatos dos egressos dão mais ânimo em buscar o fortalecimento dos trabalhos ligados ao ensino, pesquisa e extensão.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Conheça os projetos da EAgro

PROJETOS DE EXTENSÃO Ciências Agrárias Saúde e Segurança Alimentar (2021-2023) Orientação: Daniela Cavalcante dos Santos Campos Hortas como promoção de segurança alimentar e educação ambiental em Esco

bottom of page