A Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará (ETDUFPA) tem buscado produzir conhecimento artístico-cultural e difundi-lo na sociedade desde sua criação, em meados de 1962.


A ETDUFPA foi criada pelo empenho do grupo Norte Teatro Escola, coordenado pela Prof.ª. Maria Sylvia Nunes e pelo Prof. Dr. Benedito Nunes. O Reitor da UFPA, na época o Prof. Dr. Silveira Netto, a pedido do grupo Norte Teatro Escola garantiu a realização do primeiro curso voltado para as atividades de teatro, que deu origem à nossa escola.


Iniciamos nossas atividades como Serviço de Teatro Universitário, com um Curso de Iniciação Teatral e, naquele mesmo ano, criamos o Curso Livre de Formação em Ator. Além de manter os serviços de teatro, promovíamos atividades artísticas culturais, como: exposições, exibições cinematográficas, espetáculos e conferências.

 

Em seu primeiro ano de existência, a ETDUFPA apresentou peças clássicas ao público, a exemplo de: “O Inglês Maquinista” de Martins Pena; “O Delator” de Bertold Brecht; “O Velho e a Horta” de Gil Vicente e “Caminho Real” de Anton Tchekov, entre outras. 


Em 1968, a Profª. Eni Corrêa e o Prof. Marbo Giannaccini fundaram e dirigiram o Grupo Coreográfico da Universidade Federal Pará. O grupo impulsionou o ensino da dança através do Curso Experimental de Formação de Bailarinos nos anos de 1990.

 

Somente em 1992, após a criação do Núcleo de Arte, hoje Instituto de Ciências da Arte (ICA), as atividades de teatro e dança foram agrupadas. Nesse período, a escola sem infraestrutura adequada e em sucessivas mudanças de endereço, atendeu a demanda das artes cênicas e identificou a necessidade de ampliar a oferta dos cursos.

 

Em 23 de setembro de 2003, a resolução nº 606, do Conselho Universitário (CONSUN), aprovou o Plano de Cursos Técnicos da Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará. 


Atualmente, a ETDUFPA funciona como subunidade de Ensino, Pesquisa e Extensão com autonomia acadêmica, via conselho deliberativo, sob a administração do ICA, unidade criada em fevereiro de 2006 pela UFPA, para congregar e coordenar os cursos e as atividades voltados para a área das Artes.


Com a reestruturação da Educação Profissional no Brasil, a ETDUFPA tornou-se uma Escola Técnica Vinculada à Universidade Federal do Pará (ETV), mudança instituída pela Lei nº 11.892 de 29 de dezembro de 2008, passando a integrar a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica/SETEC/MEC e regulamentada pela portaria nº 907 de 20 de setembro de 2013 e o CONDETUF.  


Nossa atuação se dá no âmbito da Educação Profissional, com a oferta de cursos de formação inicial e continuada, qualificação profissional, técnico de nível médio e cursos de graduação, tecnológico e de licenciatura, além dos cursos iniciais de teatro infanto-juvenil e ballet clássico infanto-juvenil.


Anualmente são ofertadas vagas para os cursos Técnico de Nível Médio em:  

  • Teatro

  • Dança (Intérprete Criador e Dança Clássica)

  • Cenografia e

  • Figurino Cênico


No âmbito Formação Inicial e Continuada (FIC), no ano de 2019 foi ofertada a primeira turma de especialização técnica de nível médio em Dramaturgia.

 

No nível superior são ofertadas duas graduações: curso de Licenciatura em Teatro e Curso Superior Tecnológico em Produção Cênica. Vale ressaltar que a ETDUFPA teve a oferta do curso de Licenciatura em Dança no período de 2008 a 2019, contudo, em dezembro de 2019 o curso tornou-se uma subunidade do ICA após aprovação da criação da Faculdade de Dança no Conselho Universitário da UFPA.


No contexto da pós-graduação, no ano de 2008, realizou-se a primeira ação dentro do programa de pós-graduação do ICA, com a implantação do Curso de Especialização em Estudos Contemporâneos do Corpo: Criação, Transmissão e Recepção e em 2013 teve início o Curso de Especialização em Educação de Jovens e Adultos (EJA) Arte-Amazônia, em parceria com o Instituto de Ciências da Educação (ICED), objetivando qualificar profissionais na área da Arte na modalidade em tela. 


Desse modo, a ETDUFPA vem contribuindo com a UFPA no cumprimento de seu papel socioeducacional na abrangência artística, atendendo não só à demanda do mundo do trabalho, mas oportunizando o acesso a uma educação estética especializada e maior capacidade de estabelecer relações entre as diversas formas de expressões artísticas.

Corpo discente

Corpo docente

Corpo técnico-administrativo

423

matrículas ativas

32

professores
e professoras

18

servidores
e servidoras

Cursos ofertados

  • Ensino técnico

    • Cenografia

    • Dança

      • Intérprete Criador

      • Clássica

    • Dramaturgia (especialização técnica)

    • Figurino Cênico

    • Teatro

  • Ensino superior

    • Tecnologia em Produção Cênica
      Licenciatura em Teatro

Gestão

6_edited.jpg

Jaime Augusto Duarte Amaral

Diretor

Licenciado (1985) em Educação Física pela Fundação Educacional do Estado do Pará (FEP/UEPA), mestre (2004) e doutor (2012) em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Diretor, Bailarino-Pesquisador-Intérprete e coreógrafo, além de professor. Na Escola de Teatro e Dança desde 2017, tem experiência em Coreografia, Encenação, Processo Criativo, entre outros.

7.png

João Carlos da Cunha Dergan

Vice-diretor

Licenciado (2004) em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú, especialista em Metodologia da Pesquisa Científica (2007) e em Pedagogia do Movimento Humano (2007) e mestre (2013) em Artes. Professor da Escola de Teatro e Dança desde 2010, também leciona nos cursos superiores de Pedagogia, Dança, Teatro, Educação Física, Direito e Arte.

Emmanuel Zagury Tourinho

Reitor

Gilmar Pereira da Silva

Vice-reitor

Destaques

Mostra Cênica da ETDUFPA

O evento reúne várias apresentações construídas por meio da integração dos cursos ofertados pela Escola, como a culminância das aulas realizadas durante o ano letivo nos cursos técnicos da Escola.

Auto do Círio 2020

O Espetáculo-Cortejo Auto do Círio celebra em 2020 sua vigésima sexta edição, e num momento em que somos postos a nos reinventar, a refazer nossas relações e a tomar cuidado com o abraço, o aperto de mão, o estar presencialmente junto. 

Dança infanto juvenil

O Ballet Clássico amplia a capacidade de interação social do educando, fazendo-o conhecer e respeitar a diversidade. A dança pode auxiliar no desenvolvimento psicomotor, cognitivo e afetivo-social.

Mais informações

Condetuf

Conselho Nacional de Dirigentes das  Escolas

Técnicas Vinculadas às Universidades Federais

+55 61 99677-4297