AGROJundiaí contará com programa para fortalecimento de suas atividades em 2021

Segunda versão do AGROJundiaí, programa que estimula projetos de extensão na EAJ, continuará contando com o apoio da PROEX em sua realização e terá a participação de mais projetos envolvidos


Por Ramon Soares


A extensão acadêmica, sem dúvidas, é responsável por grande parte da formação profissional de estudantes universitários. São atividades extensionistas que contribuem para o amadurecimento pessoal e profissional dos envolvidos, além de proporcionar a ampliação das relações entre a comunidade científica e a sociedade. Visando tais benefícios, o Programa Estruturante de Ações para o Desenvolvimento Rural Sustentável - AGROJundiaí, coordenado pela professora e atual coordenadora de extensão da EAJ Karina Ribeiro, foi criado em 2020 para promover diálogos entre a universidade e a sociedade produtiva das ciências agrárias. O programa, realizado na Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ-UFRN), conta com a participação de professores, alunos e profissionais, além de contar também com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão da UFRN (PROEX-UFRN). Em 2020, 16 projetos de extensão foram aprovados para a integração do programa e puderam contar com o apoio técnico, teórico e profissional dos envolvidos. Foram realizadas atividades remotas, oficinas, eventos e encontros virtuais, que proporcionaram a aquisição e disseminação de conhecimentos para todos os alunos e comunidade externa da UFRN que envolveram-se nas atividades aprovadas. Apesar das dificuldades enfrentadas, devido à pandemia do coronavírus, a coordenadora do programa, Karina Ribeiro, destaca a importância do envolvimento dos professores que coordenaram as ações desenvolvidas: “A pandemia gerada pela Covid-19 atrapalhou um pouco a execução de algumas ações, entretanto, os professores se empenharam e obtivemos diversos resultados muito significativos, e a maioria em parceria com a sociedade.” Em sua segunda versão, que acontecerá no decorrer de 2021, o programa tem o intuito de dar continuidade aos objetivos visados em sua idealização, que é a ampliação do diálogo entre setores produtivos e a universidade. Também é pretendida a potencialização produtiva das áreas envolvidas nas atividades extensionistas, levando em consideração as necessidades locais e regionais. Com o aumento de 5 projetos, o programa contará com a participação de 21 atividades que receberão recursos e bolsas para estimular a participação e o envolvimento profissional dos estudantes interessados. Cumprindo seu papel extensionista de atingir a sociedade através de conhecimentos e experiências, o programa obteve bons resultados e, aos olhos da coordenadora, continuará assim em 2021. “Destacamos como positivas as ações desenvolvidas e temos a certeza que continuaremos neste mesmo nível de excelência”, afirma. Para o futuro, a professora Karina contou que já traçou planos e pretende buscar resultados ainda melhores. “No início de dezembro teremos o segundo encontro AGROJundiaí, com apresentação dos resultados e dos trabalhos desenvolvidos pelos bolsistas. Vislumbramos ainda um e-book com a publicação de trabalhos completos que serão apresentados no Fórum sobre Assistência Técnica, Extensão e Desenvolvimento Rural, que será realizado, em parceria com a PROEX, no final de 2021”, acrescenta, apontando os propósitos visados para o programa neste novo ano de realização.


1 visualização0 comentário

Condetuf

Conselho Nacional de Dirigentes das  Escolas

Técnicas Vinculadas às Universidades Federais

+55 61 99677-4297